Menina Mulher



Se me perguntassem o que marcou a transição entre ser uma menina e ser uma mulher empoderado da minha Deusa e com Amor Próprio, responderia com certeza: 
Me amar, me aceitar e principalmente, me conhecer. 
Abrir esse espaço interno para o caminho de auto conhecimento não é afirmar que será fácil, pelo contrário, olhar para dentro o tempo todo e procurar entender, aceitar e acolher exige tempo, dedicação e até sofrimento, mas ter como resultado intimidade com o próprio ser é uma recompensa gloriosa que traz cada dia mais amor e gratidão por viver na própria pele e por ter a vida que tem. 
Amar, aceitar e conhecer! 
Precisamos que esses três partam primeiramente de nós mesmos e assim tudo ao nosso redor muda! 
.
Paula Chang

Foto: Terry Wolfsohn

Pages