O Tempo



Como lidar com o tempo certo de todas as coisas nas nossas vidas?
Isso existe?
Nossos sonhos, projetos, desejos e vontades... 
Acredito que se cada um de nós voltarmos para o passado, perceberemos quantas cobranças já sofremos na infância, na adolescência e até mesmo, agora, por “bons resultados” e por fazermos “o que é certo”. 
Essa marca está registrada dentro de nós como sinônimo de eficiência e responsabilidade. 
Mas será que deve ser mesmo assim?
Ser eficiente é atingir metas externas em tempos determinados e sermos como os outros querem que sejamos?
Em vários momentos da minha vida me questionei sobre tudo isso e o pq de me cobrar tanto pra fazer esse tal de “certo” e no tempo esperado e considerado “normal”.
Mas que grande peso imposto que se opõe muitas vezes ao que seria um reconhecimento interno da própria caminhada.
Acredito que descobrir os próprios movimentos internos, o próprio tempo, o Dharma, a razão pela qual temos características pessoais e individuais e aptidões e interesses específicos deve ser nosso alvo principal e talvez uma das maiores lições desta vida, mas para isso fluir é necessário bloquear o externo, o padrão, o que foi falado e se voltar para o entendimento do próprio ser. 
Nossos desejos mais profundos vem de um espaço sagrado que nos liga com o nosso ser espiritual e com nossa evolução.
E quando decidimos desligar o cobrador interno e descobrir o tempo interno de nossos processos, nos ajustamos ao alinhamento planetário e favorável para que seja suave, feliz e satisfatório para nós mesmos, o acontecer de cada processo. 
Diante desse sentir e do que vivo e já vivi até hoje, acredito nesse tempo e acho que esperar é um grande aprendizado que traz gratidão e sentido para todos os acontecimentos de nossa vida. 
Estamos totalmente ligados aos processos e ao movimento do Universo e do nosso universo interno e estar intimamente ligado à isto é viver o milagre de existir e não apenas sobreviver a este mundo robotizado e cada dia mais impessoal e solitário. 
Aproveite seus momentos de recolha, não se cobre, seja livre e no tempo certo das coisas, a produção será abundante e a prosperidade é consequência doce da sabedoria de saber esperar e de usufruir de todo  expandir da consciência e do crescimento pessoal que te tornará cada da mais maduro, feliz e VERDADEIRAMENTE bem sucedido. 
Paula Chang

Foto: Teresa Balino

Pages